13 de Dezembro • Dia do Deficiente Visual

O QUE É DEFICIÊNCIA VISUAL?A deficiência visual é definida como a perda total ou parcial, congênita ou adquirida, da visão.O nível de acuidade visual pode variar, o que determina dois grupos de deficiência:Cegueira • há perda total da visão ou pouquíssima capacidade de enxergar.Baixa visão • caracteriza-se pelo comprometimento do funcionamento visual dos olhos, mesmo após tratamento ou correção. 7 Dicas de como agir ao encontrar pessoas com deficiência visual:1. Identifique-se e faça-o perceber que você está falando com ele.2. Pergunte se gostaria de ajuda3. Para guia-lo, espere que ele segure no seu braço; o deficiente visual irá acompanhar o movimento do seu corpo enquanto você vai andando.4. Para senta-lo, guie até a cadeira e coloque a mão dele no braço ou no encosto da cadeira, e deixe que a pessoa sente-se sozinha.5. Fique a vontade para usar palavras como “veja” e “olhe”. Nem você nem o deficiente visual podem evitá-las, já que não existem outras para substitui-las.6. Por mais tentador que seja acariciar um cão-guia, lembre-se de que esses cães têm a responsabilidade de guiar um dono que não enxerga. O cão nunca deve ser distraído do seu dever de guia.7. Quando for embora, avise-o. A avaliação oftalmológica é importante e deve ser feita anualmente pois permite a detecção de problemas visuais, o diagnóstico e a indicação do tratamento adequado para a garantia da saúde ocular.
 

Informativo da Saúde • Dezembro Vermelho

O QUE É HIV/AIDS? A AIDS é uma doença infecciosa, transmitida pelo vírus HIV. Segundo dados da Secretaria de Estado da Saúde, do Ministério da Saúde e do Programa Conjunto das Nações Unidas sobre HIV/AIDS (UNAIDS), a cada 15 minutos uma pessoa se infecta com o vírus no Brasil e sete pessoas morrem por dia em São Paulo. “Um dos motivos de ter aumentado o número de pessoas infectadas com o vírus do HIV/AIDS é o hábito de não usar camisinha.” HIV é mais presente entre os jovens e contágio por ato sexual predomina. Assim pega – Sexo vaginal sem camisinha; – Sexo anal sem camisinha; – Sexo oral sem camisinha; – Uso de seringa por mais de uma pessoa; – Transfusão de sangue contaminado; – Da mãe infectada para seu filho durante a gravidez, no parto e na amamentação; – Instrumentos que furam ou cortam não esterilizados. O uso da camisinha nas relações sexuais continua sendo o método mais seguro. Assim não pega – Sexo desde que se use corretamente a camisinha; – Masturbação a dois; – Beijo no rosto ou na boca; – Suor e lágrima; – Picada de inseto; – Aperto de mão ou abraço; – Sabonete/toalha/lençóis; – Talheres/copos; – Assento de ônibus; – Piscina; – Banheiro; – Doação de sangue – Pelo ar. Como receber o tratamento Quem precisa de orientação ou quer esclarecer dúvidas sobre AIDS e outras DSTs (doenças sexualmente transmissíveis) pode ligar no 0800 162550, serviço telefônico gratuito da Secretaria de Estado da Saúde. O canal gratuito de escuta traz acesso à informação, orientação e aconselhamento sobre práticas de sexo seguro, serviços especializados para realização de teste anti-HIV e instituições governamentais e não governamentais que atuam na defesa dos direitos dos portadores de DST/HIV/AIDS. Quanto antes a pessoa descobrir ser portadora do HIV, mais chances de sucesso terá o tratamento. Por outro lado, 260 mil pessoas sabem que têm o vírus, mas não estão fazendo o tratamento correspondente. Enquanto no mundo o número de casos caiu 11%, no Brasil houve aumento de 3%. A estimativa é que 827 mil pessoas estão vivendo com o vírus HIV no Brasil. As campanhas atuais buscam não apenas a conscientização das pessoas, mas combater o preconceito, incentivar o diagnóstico e a necessidade de tratamento.  
 

Informativo da Saúde • Estresse

É a reação do corpo diante da sensação de ameaça ou euforia, desencadeando uma descarga muito alta de adrenalinaO ESTRESSE SE DESENVOLVE EM 4 ESTÁGIOSFASE 01 ALERTAocorre quando o indivíduo entra em contato com agente estressor. FASE 02 RESISTÊNCIAo corpo tenta voltar ao seu equilibrio. O organismo pode se adaptar ao problema ou eliminá-lo FASE 03 • QUASE EXAUSTÃOaumento dos sintomas, isolamento, depressão, produtividade baixa.FASE 04 • EXAUSTÃO ESTRESSE CRÔNICOnessa fase podem surgir diversos comprometimentos físico em forma de doenças. SINTOMAS DO ESTRESSE• Dificuldade de pensar com clareza (as vezes dá um branco);• Dificuldade de lidar com sentimentos e emoções (exagero em fatos simples ou passividade em fatos graves); • Dificuldade de memória • Dificuldade de dormir (não consegue se desligar);• Descoordenação motora (pelo cansaço físico e tensão emocional);• Agressividade física e mental (ficar sem paciência);• Depressão (ponto final do estresse com a perda de motivação – não consegue elaborar nem realizar mais nada na vida) ALGUNS FATORES QUE PODEM AJUDAR A EVITAR O ESTRESSE• Alimentar-se de forma balanceada;• Praticar atividades físicas;• Mudar a maneira que nos posicionamos no dia a dia (uma postura melhor);• Procurar rir mais;• Fazer sexo;• Dormir melhor;• Respirar direito;• Auto incentivar-se;• Usar menos o celular;• Aprender novas maneiras de aproveitar seu tempo;• Cuidar de si mesmo;• Mudar algumas formas de pensar;• Falar sobre suas necessidades e preocupações;• Pedir ajuda.CONSEQUÊNCIAS NO TRABALHO• Queixas frequentes;• Atrasos, • Doenças e outros motivos de afastamento;• Frequência de acidentes;• Conflito constantes entre as pessoas, equipes e chefia; • Frustração; • Ambiente hostil;• Queda na produtividade;• Desmotivação;• Desinteresse
 

Combate à Surdez

A surdez geralmente resulta de danos no ouvido interno. Podendo ser causada por um defeito congênito, trauma, algumas doenças, certos medicamentos, exposição a ruído alto ou desgaste relacionado à idade.O principal sintoma é a incapacidade de ouvir sons. Em alguns casos, cirurgia ou o uso de um aparelho auditivo podem restaurar a audição. Habilidades de leitura labial, texto escrito e língua de sinais podem ajudar com a comunicação.CAUSAS DE PERDA AUDITIVAAlgumas das principais causas de surdez adquiridas ao longo da vida, podem ser súbitas ou gradual, como:• Cera no ouvido;• Presença de líquido; • Presença de um objeto estranho dentro do ouvido, como grão de arroz, por exemplo, comum em crianças;• Otite aguda ou crônica;• Efeito de alguns medicamentos como quimioterapia;• Ruído excessivo, superior a 85 decibéis por longos períodos, como de máquinas industriais, música alta, armas ou foguetes, que causam lesão nos nervos de condução do som;• Doenças como esclerose múltipla, lúpus, meningite, pressão alta ou diabetes;• Tumor no ouvido ou tumores cerebrais que afetam a parte auditiva.PODEMOS PREVENIR A PERDAAUDITIVA DE DIVERSAS MANEIRAS:• Evitar a exposição a ruídos intensos; se for realmente necessário, usar tampões de ouvido;• Exames pré-natais na gestante podem evitar surdez na criança;• Vacinação em criança para impedir que tenha contato com doenças que deixem sequelas como a surdez;• Não tomar remédios ototóxicos sem prescrição médica.
 

DIA MUNDIAL DA DIABETES - 14 DE NOVEMBRO

O símbolo do Dia Mundial da Diabetes é um círculo azul desde 2007. Diabetes é uma doença crônica que se caracteriza pelo aumento dos níveis de açúcares no sangue (Glicose) e pela incapacidade do organismo de transformar em energia todo o açúcar provenientes dos alimentos. DIABETES TIPO 01É mais comum em crianças e jovens A produção de insulina do pâncreas é insuficiente, o que obriga a reposição por meio de doses diárias.DIABETES TIPO 02Corresponde a 90% dos casos de diabetes É mais comum em pessoas obesas com mais de 40 anos, porém, os maus hábitos alimentares, o estresse e o sedentarismo têm contribuído para o aparecimento deste tipo também em jovens. Nesse caso, há produção deficiente de insulina e sua ação é dificultada ( resistência do organismo à insulina ).DIABETES GESTACIONALTrata-se da presença de glicose elevada no sangue durante a gravidez Geralmente a glicose no sangue se normaliza após o parto, entretanto, estas mães possuem maior risco de desenvolverem diabetes tipo 2 tardiamente, o mesmo ocorrendo com os filhos   PRÉDIABETESO termo pré-diabetes é usado quando os níveis de glicose no sangue estão mais altos do que o normal, mas não o suficiente para um diagnóstico de Diabetes Tipo 2. Obesos, hipertensos e pessoas com alterações nos lipídios estão no grupo de alto risco. DIABETES E A MUDANÇA NO ESTILO DE VIDAVocê tem mais chances de desenvolver diabetes tipo 2Se alguém da sua família tiver a doença.25% dos casos de diabetes são causados pelo sedentarismoSe você tem obesidade, suas chances de desenvolver diabetestipo 2 aumentam em no mínimo 20 vezesSe você fuma, tem 50% mais chances de desenvolver diabetes tipo 2 do que as pessoas não fumantesA má alimentação aumenta o seu risco de desenvolver diabetes tipo 265% das pessoas com diabetes vivem em grandes cidades.Fatores de risco:Assim como Diabetes Tipo 2, o pré-diabetes pode chegar à sua vida sem que você perceba. Ter consciência dos riscos e buscar o diagnóstico é importante, especialmente se o pré-diabetes for parte do que nós chamamos de 'síndrome metabólica':• Pressão alta;• Alto nível de LDL ('mau' colesterol) e triglicérides; e/ou baixo nível de HDL ('bom' colesterol).• Sobrepeso, principalmente se a gordura se concentrar em torno da cintura.“Diabetes: uma doença invisível”
 

Novembro Azul

Mês mundial de combate ao câncer de próstataNovembro Azul:É o nome do movimento internacional que busca a conscientização a respeito do câncer de próstata e da saúde masculina. A campanha, mundialmente conhecida como Movember, visa alertar os homens da importância do diagnóstico precoce. No Brasil, um homem morre a cada 38 minutos devido ao câncer de próstata, segundo os dados mais recentes do Instituto Nacional do Câncer (Inca).Sintomas:Na fase inicial, o câncer de próstata não apresenta sintomas e quando alguns sinais começam a aparecer, cerca de 95% dos tumores já estão em fase avançada, dificultando a cura. Na fase avançada, os sintomas são:• Dor óssea;• Dores ao urinar;• Vontade de urinar com frequência;• Diminuição do jato;• Presença de sangue na urina e/ou sêmen.• Fatores de risco:• Histórico familiar de câncer de próstata: pai, irmão e tio;• Raça: homens negros sofrem maior incidência deste tipo de câncer;Prevenção e Tratamento:Já é comprovado que uma dieta rica em frutas, verduras, legumes, grãos e cereais integrais, e a limitação do consumo de carne vermelha, gordura saturada e de carnes processadas, ajuda a diminuir o risco de câncer, como também de outras doenças crônicas não transmissíveis. Nesse sentido, outros hábitos saudáveis também são recomendados, como a realização de 150 minutos semanais de atividade física leve ou moderada.A única forma de garantir a cura do câncer de próstata é o diagnóstico precoce. Mesmo na ausência de sintomas, homens a partir dos 45 anos com fatores de risco, ou 50 anos sem estes fatores, devem ir ao urologista para conversar sobre o exame de toque retal, que permite ao médico avaliar alterações da glândula, como endurecimento e presença de nódulos suspeitos. A escolha do tratamento mais adequado deve ser individualizada e definida após médico e paciente discutirem os riscos e benefícios de cada um.Pequenas atitudes podem fazer uma grande diferença para a sua saúde. • Visite regularmente os serviços de saúde. • Converse com seus amigos e amigas e faça a sua parte.• Cuide bem de você e seja um #HomemQueSeCuida.“O Câncer Não Pode Acabarcom a Vontade de Viver” 
 1 2 3 >