Brasil registra quase 2 milhões de novos planos odontológicos

Entre abril de 2017 e o mesmo mês do ano passado, enquanto os planos médico-hospitalares perderam 962 mil de beneficiários, os planos exclusivamente odontológicos firmaram 1,8 milhão de novos vínculos. Com o crescimento, de 8,5%, os planos exclusivamente odontológicos já registram 22,5 milhões de beneficiários.

Se levarmos em consideração os números absolutos, a região Sudeste apresentou o melhor resultado, com mais de 1 milhão de novos vínculos, aumento também de 8,5%. No período analisado, foram firmados 800 mil novos vínculos apenas em São Paulo. Alta de 11,4%.

Já o Nordeste do Brasil teve alta de 12,5% e segue sendo a região que, proporcionalmente, mais avança em usuários de planos exclusivamente odontológicos. O crescimento significa o acréscimo de 474 mil novos beneficiários. O Estado do Pernambuco se destacou com 137 mil novos vínculos, o maior aumento, em números absolutos, da região Nordeste: 18,6%

A região Norte do País também registrou avanço acima da média nacional. O crescimento de 11,2% corresponde a 104 mil novos beneficiários. Desse número, 86 mil se concentram apenas nos Estados do Pará e Amazonas.

As regiões Sul e Centro-Oeste registraram o menor crescimento no período. No Sul foram firmados 104 mil novos vínculos, avanço de 4,9%. Já no Centro-Oeste, foram 59 mil, alta de 3,8%.

Quer contratar um plano odontológico para sua empresa? Entre em contato conosco!
 

Informativo da Saúde • Direção Perigosa

Os principais motivos de ACIDENTESO Ministério das Cidades informou que dados da Polícia Rodoviária Federal apontam que o Carnaval é o feriado com o maior número de mortes nas rodovias federais. Os principais motivos de acidentes, são:• FALTA DE ATENÇÃO• CONSUMO DE ÁLCOOL• IMPRUDÊNCIA DOS MOTORISTAS• VELOCIDADE ALTA• CANSAÇODurante o carnaval pode ser observado os efeitos nocivos do álcool quando ingerido de forma abusiva ou inadequada. Dependendo das condições da pessoa, da dose e da frequência com que o álcool é usado, pode trazer desde pequenos desconfortos no dia seguinte - ressaca, até situações clínicas graves, além das várias possibilidades de acidentes.EFEITOS DO ÁLCOOL NO ORGANISMO• Diminuição da coordenação motora• Visão distorcida (fora e foco)• Raciocínio lento• Baixa qualidade de julgamentoDICAS• Ao sair com amigos, escolha um para ser o “motorista da vez”, aquele que ficará sem beber para poder dirigir• Não dirija e use o celular• Se você pretende beber, vá de táxi• Se for de carro e resolver beber, volte de carona
 

Informativo da Saúde • Febre Amarela

Como a febre amarela é tratada?Não existem medicamentos específicos para destruir o vírus, reverter o quadro clínico e evitar as complicações da febre amarela. O paciente deve permanecer em repouso, em ambiente hospitalar e sob cuidados médicos para evitar as complicações graves da doença. O uso de remédios que contenham ácido acetilsalicílico (AAS) é contraindicado, porque aumenta o risco de sangramentos.Nos casos mais graves, o paciente pode necessitar de diálise e transfusões de sangue.Dependendo da gravidade, a pessoa pode sentir:Febre, dor de cabeça, calafrios, náuseas, vômito, dores no corpo, icterícia (pele e olhos amarelos), hemorragias (de gengiva, nariz, estômago, intestino e urina), pulso lento X temperatura elevada (sinal de Faget), prostração, perturbação mental, torpor, com evolução para coma e morte.Como a doença pode ser evitada?A única forma de evitar a Febre Amarela é através da vacinação. Distânciade áreas de risco• Evitar áreas de mata com registros da doença; caso vá viajar a esses locais, tome a vacina ao menos dez dias antes• Uso de Telas em janelas para evitar o mosquitoVACINAÇÃOCrianças: A partir dos 9 meses(6 meses em áreas de risco) Adultos não vacinados: uma dose.Contra indicações: • Pessoas que sofrem de alergia severa à ovo;• Pessoas que possuem doença imunossupressoras ( significa que as pessoas que por alguma razão estejam com o sistema imunológico comprometido por quaisquer doenças ativas que cursem com imunossupressão e/ou pelo uso de quaisquer medicamentos que levem à imunodepressão - como quimioterápicos ou corticoides em altas doses- não devem receber a vacina).Para evitar picadas• Repelente (evitar os que também têm protetor solar);• Aplicar o protetor antes do repelente;• Não usar repelentes em crianças com menos de 2 meses;• Evitar perfume em áreas de mata;• Usar roupas compridas e claras; • Mosqueteiros e telas.Em caso de suspeita de febre amarela procurar atendimento médico.
 

Informativo da Saúde • Diferença entre DENGUE, ZIKA E CHIKUNGUNYA

Dengue, Zika e Chikungunya são três infecções transmitidas pelos mesmos vetores, os mosquitos AEDES AEGYPITI E O AEDES ALBOPICTUS. Elas possuem sintomas parecidos, mas algumas caraterísticas podem ajudar a diferenciá-las.Não existe tratamento específico para as infecções por estes vírus. A orientação do Ministério da Saúde é que na presença de qualquer sintoma, o paciente procure a unidade de saúde mais próxima. Além disso, recomenda-se fazer repouso e ingerir bastante líquido durante os dias de manifestação da doença. Alguns medicamentos como AAS e outros anti-inflamatórios, podem aumentar as complicações hemorrágicas, principalmente em caso de dengue. Por isso, ao apresentar os sintomas a pessoa não deve se automedicar.COMBATE A DENGUE• Mantenha a caixa d´água sempre fechada com tampa adequada.• Remova folhas, galhos e tudo que possa impedir a água de correr pelas calhas.• Não deixe a água da chuva acumulada sobre a laje.• Mantenha bem tampados tonéis e barris de água.• Guarde garrafas sempre de cabeça para baixo.• Entregue seus pneus velhos ao serviço de limpeza urbana ou guarde-os sem água em local coberto e abrigados da chuva.• Se você tiver vasos de plantas aquáticas, troque a água e lave o vado principalmente por dentro com escova, água e sabão pelo menos uma vez por semana. • Lave semanalmente por dentro com escovas e sabão os tanques utilizados para armazenar água.