Combate ao Colesterol

Colesterol é um tipo de gordura encontrada naturalmente em nosso organismo, fundamental para o seu funcionamento normal. 70% do colesterol é fabricado pelo nosso próprio organismo, no fígado, enquanto os outros 30% vem da dieta.

67% da população: NÃO CONHECE SUAS
TAXAS DE COLESTEROL

61% da população: TEM TAXAS DE
COLESTEROL ELEVADA

65% da população: SÓ REALIZAM EXAMES
APÓS OS 45 ANOS

300 MIl PESSOAS MORREM POR ANO: DE DOENÇAS CARDIOVASCULARES

EXISTEM DOIS TIPOS DE COLESTEROL: 

- COLESTEROL Bom

- COLESTEROL Ruim

O colesterol alto é a principal causa de infarto agudo do miocárdio e de acidente vascular cerebral (derrame), que são doenças que mais causam mortes no Brasil e no mundo;

Fatores de risco: sedentarismo, alimentação inadequada, tabagismo, obesidade;
A hereditariedade pode determinar um colesterol alto mesmo em pessoas com hábitos saudáveis, por isso é essencial fazer exames regularmente;

COMO PREVENIR E DIMINUIR O COLESTEROL?

• Manter vida saudável;
• Praticar exercícios físicos;
• Não fumar;
• Aumentar o consumo de fibras ajudaa diminuir o nível do colesterol ruim (LDL);

ALIMENTOS QUE AUMENTAM O COLESTEROL RUIM (LDL)

• Alimentos industrializados;
• Fast food;
• Carnes gordas e com gordura aparente, pele de aves;
• Frios e embutidos (mortadela, presunto, salame, salsicha, linguiça, etc.);
• Leite integral e derivados (iogurte integral, manteiga, creme de leite, queijos cremosos e amarelos);
• Sorvetes de massa, chocolates, doces com coco, chocolate ou chantilly, milk-shake, cremes para sobremesa;
• Biscoitos ou pães amanteigados, folhados, croissant, pão de queijo, pão de torresmo e pães doces com recheio;
• Frituras e alimentos muito gordurosos.

ALIMENTOS QUE CONTROLAM O COLESTEROL BOM (HDL)

• Carnes magras, aves sem pele, frutos do mar e peixe (prefira os de água salgada e fria – salmão, sardinha, atum, cavala e arenque, pois são ricos em ácidos graxos ômega-3);
• Cereais como: arroz integral, farinha de trigo integral, milho, soja, aveia e pães integrais;
• Todos os tipos de legumes e verduras;
• Todas as frutas, com exceção do coco (água de coco a vontade);
• Óleo de oliva extra virgem (azeite) e canola;
• Leite e seus derivados desnatados.

 

Informativo da Saúde • Diferença entre DENGUE, ZIKA E CHIKUNGUNYA

Dengue, Zika e Chikungunya são três infecções transmitidas pelos mesmos vetores, os mosquitos AEDES AEGYPITI E O AEDES ALBOPICTUS. Elas possuem sintomas parecidos, mas algumas caraterísticas podem ajudar a diferenciá-las.Não existe tratamento específico para as infecções por estes vírus. A orientação do Ministério da Saúde é que na presença de qualquer sintoma, o paciente procure a unidade de saúde mais próxima. Além disso, recomenda-se fazer repouso e ingerir bastante líquido durante os dias de manifestação da doença. Alguns medicamentos como AAS e outros anti-inflamatórios, podem aumentar as complicações hemorrágicas, principalmente em caso de dengue. Por isso, ao apresentar os sintomas a pessoa não deve se automedicar.COMBATE A DENGUE• Mantenha a caixa d´água sempre fechada com tampa adequada.• Remova folhas, galhos e tudo que possa impedir a água de correr pelas calhas.• Não deixe a água da chuva acumulada sobre a laje.• Mantenha bem tampados tonéis e barris de água.• Guarde garrafas sempre de cabeça para baixo.• Entregue seus pneus velhos ao serviço de limpeza urbana ou guarde-os sem água em local coberto e abrigados da chuva.• Se você tiver vasos de plantas aquáticas, troque a água e lave o vado principalmente por dentro com escova, água e sabão pelo menos uma vez por semana. • Lave semanalmente por dentro com escovas e sabão os tanques utilizados para armazenar água.
 

Informativo da Saúde • Febre Amarela

Como a febre amarela é tratada?Não existem medicamentos específicos para destruir o vírus, reverter o quadro clínico e evitar as complicações da febre amarela. O paciente deve permanecer em repouso, em ambiente hospitalar e sob cuidados médicos para evitar as complicações graves da doença. O uso de remédios que contenham ácido acetilsalicílico (AAS) é contraindicado, porque aumenta o risco de sangramentos.Nos casos mais graves, o paciente pode necessitar de diálise e transfusões de sangue.Dependendo da gravidade, a pessoa pode sentir:Febre, dor de cabeça, calafrios, náuseas, vômito, dores no corpo, icterícia (pele e olhos amarelos), hemorragias (de gengiva, nariz, estômago, intestino e urina), pulso lento X temperatura elevada (sinal de Faget), prostração, perturbação mental, torpor, com evolução para coma e morte.Como a doença pode ser evitada?A única forma de evitar a Febre Amarela é através da vacinação. Distânciade áreas de risco• Evitar áreas de mata com registros da doença; caso vá viajar a esses locais, tome a vacina ao menos dez dias antes• Uso de Telas em janelas para evitar o mosquitoVACINAÇÃOCrianças: A partir dos 9 meses(6 meses em áreas de risco) Adultos não vacinados: uma dose.Contra indicações: • Pessoas que sofrem de alergia severa à ovo;• Pessoas que possuem doença imunossupressoras ( significa que as pessoas que por alguma razão estejam com o sistema imunológico comprometido por quaisquer doenças ativas que cursem com imunossupressão e/ou pelo uso de quaisquer medicamentos que levem à imunodepressão - como quimioterápicos ou corticoides em altas doses- não devem receber a vacina).Para evitar picadas• Repelente (evitar os que também têm protetor solar);• Aplicar o protetor antes do repelente;• Não usar repelentes em crianças com menos de 2 meses;• Evitar perfume em áreas de mata;• Usar roupas compridas e claras; • Mosqueteiros e telas.Em caso de suspeita de febre amarela procurar atendimento médico.
 

Informativo da Saúde • Carnaval Seguro 2019

Doenças Sexualmente Transmissíveis As (DST) são causadas por vários tipos de agentes. São transmitidas, principalmente, por contato sexual sem o uso de camisinha, com uma pessoa que esteja infectada e, geralmente, se manifestam por meio de feridas, corrimentos, bolhas ou verrugas. HIV/AIDS Aids, ou Síndrome da Imunodeficiência Adquirida, é uma doença infecto-contagiosa causada pelo vírus HIV (Human Immunodeficiency Virus), que leva à perda progressiva da imunidade. A doença caracteriza-se por um conjunto de sinais e sintomas advindos da queda de defesa imunológica do organismo.TRANSMISSÃO HIV/AIDS• Relações Sexuais (vaginal, oral e anal) sem o uso correto da camisinha;• Transfusão de sangue (ou derivados) contaminados;• Uso de drogas injetáveis, utilizando agulhas ou seringas de pessoas infectadas;PEP SEXUAL - PROFILAXIA PÓS-EXPOSIÇÃO• É uma forma de prevenção da infecção pelo HIV usando os medicamentos que fazem parte do coquetel utilizado no tratamento da Aids, para pessoas que possam ter entrado em contato com o vírus recentemente.• Essa forma de prevenção já é usada com sucesso nos casos de violência sexual e de profissionais de saúde que se acidentam com agulhas e outros objetos cortantes contaminados.PREVENÇÃO: PRESERVATIVOS (MASCULINO/FEMININO).IMPORTANTE: Somente um médico pode diagnosticar doenças, indicar tratamentos e receitar remédios. As informações disponíveis em Dicas em Saúde possuem apenas caráter educativo.Atenção: No caso de um possível contato com o vírus HIV, busque, o quanto antes, um serviço credenciado. Esse primeiro atendimento é considerado de urgência porque o uso dos medicamentos deve começar o mais cedo possível. O ideal é que comece a tomar a medicação em até 2 horas após a exposição ao vírus HIV e no máximo após 72 horas. A eficácia da PEP pode diminuir à medida que as horas passam.