Informativo da Saúde • Estresse

É a reação do corpo diante da sensação de ameaça ou euforia, desencadeando uma descarga muito alta de adrenalina

O ESTRESSE SE DESENVOLVE EM 4 ESTÁGIOS

FASE 01 ALERTA
ocorre quando o indivíduo entra em contato com agente estressor.

FASE 02 RESISTÊNCIA
o corpo tenta voltar ao seu equilibrio. O organismo pode se adaptar ao problema ou eliminá-lo

FASE 03 • QUASE EXAUSTÃO
aumento dos sintomas, isolamento, depressão, produtividade baixa.

FASE 04 • EXAUSTÃO ESTRESSE CRÔNICO
nessa fase podem surgir diversos comprometimentos físico em forma de doenças.

SINTOMAS DO ESTRESSE
• Dificuldade de pensar com clareza (as vezes dá um branco);
• Dificuldade de lidar com sentimentos e emoções (exagero em fatos simples ou passividade em fatos graves);
• Dificuldade de memória
• Dificuldade de dormir (não consegue se desligar);
• Descoordenação motora (pelo cansaço físico e tensão emocional);
• Agressividade física e mental (ficar sem paciência);
• Depressão (ponto final do estresse com a perda de motivação – não consegue elaborar nem realizar mais nada na vida)

ALGUNS FATORES QUE PODEM AJUDAR A EVITAR O ESTRESSE
• Alimentar-se de forma balanceada;
• Praticar atividades físicas;
• Mudar a maneira que nos posicionamos no dia a dia (uma postura melhor);
• Procurar rir mais;
• Fazer sexo;
• Dormir melhor;
• Respirar direito;
• Auto incentivar-se;
• Usar menos o celular;
• Aprender novas maneiras de aproveitar seu tempo;
• Cuidar de si mesmo;
• Mudar algumas formas de pensar;
• Falar sobre suas necessidades e preocupações;
• Pedir ajuda.

CONSEQUÊNCIAS NO TRABALHO
• Queixas frequentes;
• Atrasos,
• Doenças e outros motivos de afastamento;
• Frequência de acidentes;
• Conflito constantes entre as pessoas, equipes e chefia;
• Frustração;
• Ambiente hostil;
• Queda na produtividade;
• Desmotivação;
• Desinteresse

 

Risco Uber encarece seguro de veículos

Para driblar o desemprego ou complementar a renda, muitos brasileiros têm prestado serviço de motorista por meio de aplicativos como Uber, Cabify e Will Go. Além de outros investimentos para se tornar um profissional do ramo, quem atua na área deve colocar na planilha de gastos um seguro de carro mais caro. Ainda “pisando em ovos” nesse mercado, as seguradoras entendem que um carro utilizado para transporte de passageiros via aplicativo está na mesma categoria de um táxi. “Ainda que mais caro, é muito importante que quem estiver atuando como motorista do Uber (ou outros aplicativos do gênero) se preocupe em fazer a mudança na apólice do carro para não ter nenhuma surpresa desagradável em caso de sinistro, porque a seguradora pode não dar cobertura”, explica o professor da Escola Nacional de Seguros Bruno Kelly. Para o cadastro, os aplicativos só exigem o seguro de passageiros conhecido como APP, que custa cerca de R$ 80 por ano. Porém, quem já tinha seguro de carro como veículo de passeio e quer continuar tendo cobertura em caso de colisão, incêndio e roubo vai ter de pagar mais caro para isso. O motorista parceiro do Uber Ricardo de Oliveira, de 41 anos, estava trabalhando pelo aplicativo há apenas dois meses quando fez o endosso do seguro do seu carro ainda no ano passado. “Ficou R$ 300 mais caro e pesou naquele momento inicial, quando eu já tinha de fazer outros investimentos, como o seguro APP e um celular melhor”, diz Oliveira, que trabalhava antes na área de segurança particular. Mas o investimento parece ter valido a pena. No fim de junho, bateu o carro em uma rodovia quando estava a passeio e conseguiu que o seguro cobrisse o conserto e fornecesse um outro automóvel de locadora para que pudesse continuar trabalhando. Em plataformas que comparam cotações, como a da corretora Bidu e a da Compara Online, por exemplo, o “Seguro Uber” já consta na prateleira de produtos disponíveis. Os preços chegam a superar em 50% o de seguros de veículos particulares, de acordo com levantamento feito em junho pela ComparaOnline. “Observamos um aumento de 10 vezes no número de pedidos desse tipo de cotação”, afirma o diretor da empresa, Paulo Marchetti. O diretor de marketing da corretora Bidu, Maurício Antunes, explica que o uso comercial do carro é sempre considerado um agravo: “A cotação depende de muitas variáveis, mas, nesses casos, o motorista não escolhe o trajeto, circula muito mais, ou seja, está mais exposto ao risco”. Ainda segundo o diretor, a comercialização do produto na plataforma quadruplicou entre abril e junho. O Estado apurou que, entre as seguradoras que já estão atuando nesse segmento de mercado estão a Porto Seguro, a Tokio Marine e a SulAmérica. O diretor-geral da Porto Seguro, Luiz Pomarole, no entanto, diz não se tratar de uma modalidade de seguro totalmente nova, mas uma derivação de uma que já existia, a “de transporte de pessoas”, como é o caso das vans escolares. “O mercado está analisando a recente liberação da Prefeitura de São Paulo para a operação desse tipo de transporte e agora as companhias de seguros terão melhores condições de estipular as regras de aceitação e as taxas.”FonteEstadão
 

Saúde Bucal • 25 de Outubro

Está data comemorativa instituída pela lei n°10.465/2002, tem como principal objetivo chamar a atenção sobre a importância da saúde bucal.Além de exercer papel fundamental na fala, na mastigação e na respiração, a boca é a maior cavidade do corpo a ter contato direto com o meio ambiente, sendo a porta de entrada para bactérias e outros microrganismos prejudiciais à saúde. Problemas mais comuns com a saúde da boca:• Cárie: desintegração do dente provocada pela higiene inadequada. Ou ainda, por complicações de outras doenças que diminuem a quantidade de saliva na boca. (Ex.: pessoas em tratamento quimioterápico ou radioterápico para o câncer).• Lesões bucais e aftas: inchaços, manchas ou feridas na boca, língua ou lábios, podem ser provocadas por herpes labial, candidíase (sapinho) e próteses (dentaduras) mal ajustadas.• Mau hálito: tem várias causas, dentre elas: higiene bucal inadequada (falta de escovação adequada e falta do uso do fio dental), gengivite, tabaco, bebidas alcoólicas ou doenças como câncer, diabetes e problemas com o fígado e rins.• Gengivite: inflamação da gengiva provocada pela placa bacteriana.• Placa bacteriana: é o conjunto de bactérias que coloniza a cavidade bucal. A placa bacteriana fixa-se principalmente nas regiões de difícil limpeza, como a região entre a gengiva e os dentes ou a superfície dos dentes de trás, provocando cáries e formação de tártaro.• Tártaro: é o endurecimento da placa bacteriana na superfície dos dentes.Prevenção de doenças bucais:Manter uma alimentação saudável• Uso racional do açúcar evitando o consumo excessivo de doces;Eliminação da placa bacteriana por meio de escovação adequada e do uso do fio dental;• A escova deve ter cabo reto, cabeça pequena, cerdas macias e arredondadas e devem ser trocadas num prazo máximo de 90 dias;• Utilização adequada do flúor, com cremes dentais fluorados;• Evitar o fumo e o consumo excessivo de bebidas alcoólicas;• Ir ao Dentista pelo menos uma vez ao ano;• Se você tem mais de 40 anos de idade, é ou foi consumidor frequente de tabaco e bebidas alcoólicas, e encontrar alguma lesão procure um profissional de saúde para fazer um exame preventivo para o câncer de boca. O exame é visual, rápido e indolor. Quando o câncer é diagnosticado logo que surge, ele pode ser curado.Lembre se: Uma boa higiene bucalprevine doenças e problemas dentários.
 

Chubb anuncia venda da carteira de automóvel

A Chubb e Porto Seguro estão anunciando o acordo de venda da carteira do negócio de automóvel para alta renda do Brasil.As empresas chegaram a um acordo de venda que permitirá à Chubb concentrar-se em seu core business e à Porto Seguro consolidar sua carteira de produtos existente.A venda da carteira de automóvel está alinhada à estratégia corporativa de focar no negócio de P&C, Acidentes Pessoais, Middle Market e Life. Esta é uma decisão extremamente importante para os negócios da ambas as empresas.A transação está sujeita à aprovação regulatória. Até a conclusão definitiva desse processo, a carteira de seguros de automóveis da Chubb continuará a ser normalmente, e de forma independente, operada pela Chubb.Apenas após a conclusão desse processo, a Chubb trabalhará no processo de transição dos negócios para a Porto Seguro.