Informativo da Saúde • Estresse

É a reação do corpo diante da sensação de ameaça ou euforia, desencadeando uma descarga muito alta de adrenalina

O ESTRESSE SE DESENVOLVE EM 4 ESTÁGIOS

FASE 01 ALERTA
ocorre quando o indivíduo entra em contato com agente estressor.

FASE 02 RESISTÊNCIA
o corpo tenta voltar ao seu equilibrio. O organismo pode se adaptar ao problema ou eliminá-lo

FASE 03 • QUASE EXAUSTÃO
aumento dos sintomas, isolamento, depressão, produtividade baixa.

FASE 04 • EXAUSTÃO ESTRESSE CRÔNICO
nessa fase podem surgir diversos comprometimentos físico em forma de doenças.

SINTOMAS DO ESTRESSE
• Dificuldade de pensar com clareza (as vezes dá um branco);
• Dificuldade de lidar com sentimentos e emoções (exagero em fatos simples ou passividade em fatos graves);
• Dificuldade de memória
• Dificuldade de dormir (não consegue se desligar);
• Descoordenação motora (pelo cansaço físico e tensão emocional);
• Agressividade física e mental (ficar sem paciência);
• Depressão (ponto final do estresse com a perda de motivação – não consegue elaborar nem realizar mais nada na vida)

ALGUNS FATORES QUE PODEM AJUDAR A EVITAR O ESTRESSE
• Alimentar-se de forma balanceada;
• Praticar atividades físicas;
• Mudar a maneira que nos posicionamos no dia a dia (uma postura melhor);
• Procurar rir mais;
• Fazer sexo;
• Dormir melhor;
• Respirar direito;
• Auto incentivar-se;
• Usar menos o celular;
• Aprender novas maneiras de aproveitar seu tempo;
• Cuidar de si mesmo;
• Mudar algumas formas de pensar;
• Falar sobre suas necessidades e preocupações;
• Pedir ajuda.

CONSEQUÊNCIAS NO TRABALHO
• Queixas frequentes;
• Atrasos,
• Doenças e outros motivos de afastamento;
• Frequência de acidentes;
• Conflito constantes entre as pessoas, equipes e chefia;
• Frustração;
• Ambiente hostil;
• Queda na produtividade;
• Desmotivação;
• Desinteresse

 

Informativo da Saúde • Direção Perigosa

Os principais motivos de ACIDENTESO Ministério das Cidades informou que dados da Polícia Rodoviária Federal apontam que o Carnaval é o feriado com o maior número de mortes nas rodovias federais. Os principais motivos de acidentes, são:• FALTA DE ATENÇÃO• CONSUMO DE ÁLCOOL• IMPRUDÊNCIA DOS MOTORISTAS• VELOCIDADE ALTA• CANSAÇODurante o carnaval pode ser observado os efeitos nocivos do álcool quando ingerido de forma abusiva ou inadequada. Dependendo das condições da pessoa, da dose e da frequência com que o álcool é usado, pode trazer desde pequenos desconfortos no dia seguinte - ressaca, até situações clínicas graves, além das várias possibilidades de acidentes.EFEITOS DO ÁLCOOL NO ORGANISMO• Diminuição da coordenação motora• Visão distorcida (fora e foco)• Raciocínio lento• Baixa qualidade de julgamentoDICAS• Ao sair com amigos, escolha um para ser o “motorista da vez”, aquele que ficará sem beber para poder dirigir• Não dirija e use o celular• Se você pretende beber, vá de táxi• Se for de carro e resolver beber, volte de carona
 

Informativo da Saúde • 24 de Abril • Dia Mundial de Combate à Meningite

Meningite é uma infecção que se instala principalmente quando uma bactéria ou vírus, por alguma razão, consegue vencer as defesas do organismo e ataca as meninges, três membranas que envolvem e protegem o encéfalo, a medula espinhal e outras partes do sistema nervoso central. Mais raramente, as meningites podem ser provocadas por fungos ou pelo bacilo de Koch, causador da tuberculose.São cerca de 1 MILHÃO DE PESSOAS contraindo meningite todos os anos no mundo, das quais aproximadamente 500.000 são acometidas pela doença MENINGOCOCÓCICA INVASIVA.Tipos de MENINGITESA. MENINGITES VIRAISNas meningites virais, o quadro é mais leve. Os sintomas se assemelham aos das gripes e resfriados. A doença afeta principalmente as crianças, que têm febre, dor de cabeça, um pouco de rigidez da nuca, ausência de apetite e ficam irritadas.B. MENINGITES BACTERIANASAs meningites bacterianas são mais graves e devem ser tratadas imediatamente. Em pouco tempo, os sintomas aparecem:febre alta, mal-estar, vômitos, dor forte de cabeça e no pescoço, dificuldade para encostar o queixo no peito e, às vezes, manchas vermelhas espalhadas pelo corpo.C. MENINGITE FÚNGICAOs sinais são basicamente os mesmos das demais: febre alta, dor de cabeça intensa, rigidez no pescoço/nuca, náusea, vômito, confusão mental e sensibilidade à luz.DIAGNÓSTICOTodos os tipos de meningite são de comunicação compulsória para as autoridades sanitárias. O diagnóstico baseia-se na avaliação clínica do paciente e no exame do líquor, líquido que envolve o sistema nervoso, para identificar o tipo do agente infeccioso envolvido.TRATAMENTOO tratamento das meningites bacterianas tem de ser introduzido sem perda de tempo, porque a doença pode ser letal ou deixar sequelas, como surdez, dificuldade de aprendizagem, comprometimento cerebral. Assim como para as outras enfermidades causadas por vírus, não existe tratamento específico para as meningites virais.Na vidência de algum dos sinais ou sintomas informados procure um serviço médico.
 

INFORMATIVO DA SAÚDE • PROTETOR SOLAR

O FATOR DE PROTEÇÃO SOLAR (FPS) É UM ÍNDICE QUE DETERMINA O TEMPO DE EXPOSIÇÃO AOS RAIOS SOLARES, COM A PELE DEVIDAMENTE PROTEGIDA, SEM QUE OCORRA A VERMELHIDÃO, GERADA PELA DILATAÇÃO DOS VASOS SANGUÍNEOS.Imagine que o tempo de exposição ao Sol capaz de gerar a vermelhidão em um indivíduo com a pele desprotegida seja de 5 minutos. Com o uso de um protetor solar de FPS 20, esse tempo será 20 vezes maior, assim, o indivíduo poderá permanecer exposto aos raios solares por até 100 minutos sem sofrer danos. (20x5=100)RAIOS UVA E UVBOs raios UVA penetram profundamente na pele e são os principais responsáveis pelo envelhecimento das células da epiderme. Essa radiação também tem uma participação em alergias, e predispõe a pele ao surgimento do câncer. A radiação UVB é mais intensa durante o verão, devido as elevadas temperaturas, predominantemente entre as 10h da manhã e às 16h da tarde. Esta radiação penetra superficialmente a pele e é a responsável pelas queimaduras provocadas pelo sol.ENTÃO, O QUE DEVEMOS OBSERVAR NO RÓTULO DE UM FILTRO SOLAR?Para não errar na escolha do produto, entenda as informações contidas no rótulo:Encontre o termo “amplo espectro”. Isso significa que o filtro solar pode proteger sua pele dos dois tipos de raios UV prejudiciais – os raios UVA e UVB, além do infravermelho e luz visível;Fique atento ao FPS. Para uma proteção eficaz da pele, recomenda-se filtro solar com índice de FPS 30 ou superior; O FPS indica a proteção aos raios UVB. Outra informação muito importante é o PPD, que mede a proteção ao UVA. Um bom PPD deve corresponder a 30% do valor do FPS. Por exemplo, se o FPS é 30, o PPD deve ser, no mínimo 10;Resistente à água.Isso significa que o filtro solar vai durar mais tempo na pele, ainda que a mesma esteja molhada. Note que nem todos os filtros solares são resistentes à água;Reaplicação do filtro solar.Sempre reaplicar o filtro solar após sudorese intensa/ prática de esportes, após entrar na água e a cada 3 horas;Filtro Solar sem repelente de insetos.Há filtros que possuem também repelentes de insetos, porém, dermatologistas recomendam comprar os produtos separadamente, isso porque o repelente deve ser reaplicado com menos frequência que os filtro solar. O filtro solar sempre deve ser aplicado antes do repelente