Seguro contra inadimplência de mensalidade escolar cresce 35%

O atual momento econômico exige que pais e escolas busquem alternativas para evitar a inadimplência e garantir a continuidade dos estudos de crianças e adolescentes.

Nesse cenário, o seguro educacional ganha espaço, consolidando-se como uma solução viável e cada vez mais utilizada.

No Grupo BB e Mapfre, o produto registrou alta de quase 35% no 1º semestre de 2016 ante o mesmo período de 2015.

O diretor geral de seguro de Vida, Enrique de la Torre, explica que o seguro educacional surgiu para apoiar as famílias nessas situações.

“O produto foi criado como uma ferramenta de proteção para os pais que, diante de uma eventualidade, podem garantir a continuidade dos estudos de seus filhos”, comenta.

Com preço médio de 1% a 3% do valor da mensalidade escolar, o contrato garante o pagamento das parcelas mensais em casos de morte, invalidez e perda de renda do responsável financeiro do estudante.

“Concebido para funcionar como um suporte em situações de adversidade, o seguro apresentou crescimento por conta do atual cenário econômico do País, mas deve ser considerado em todas as circunstâncias e fases escolares justamente como garantia de continuidade em situações não programadas pela família”, completa De la Torre.

Ele esclarece ainda que esse tipo de proteção cumpre uma dupla função, pois, além de garantir a continuidade da educação do aluno, com o pagamento das mensalidades até o período contratado, também funciona como uma alternativa para a redução da inadimplência das escolas.

Segundo dados do Sindicato dos Estabelecimentos de Ensino de São Paulo (Sieeesp), no mês de julho a falta de pagamento das parcelas nas instituições do setor atingiu 11,12%, maior índice desde o início do ano.

De la Torre pondera que esse tipo de apólice é contratada pela instituição de ensino que, posteriormente, decide se incluirá parte do custo do seguro nas mensalidades escolares.


Fonte
Revista Apólice

 

Informativo da Saúde • 24 de Abril • Dia Mundial de Combate à Meningite

Meningite é uma infecção que se instala principalmente quando uma bactéria ou vírus, por alguma razão, consegue vencer as defesas do organismo e ataca as meninges, três membranas que envolvem e protegem o encéfalo, a medula espinhal e outras partes do sistema nervoso central. Mais raramente, as meningites podem ser provocadas por fungos ou pelo bacilo de Koch, causador da tuberculose.São cerca de 1 MILHÃO DE PESSOAS contraindo meningite todos os anos no mundo, das quais aproximadamente 500.000 são acometidas pela doença MENINGOCOCÓCICA INVASIVA.Tipos de MENINGITESA. MENINGITES VIRAISNas meningites virais, o quadro é mais leve. Os sintomas se assemelham aos das gripes e resfriados. A doença afeta principalmente as crianças, que têm febre, dor de cabeça, um pouco de rigidez da nuca, ausência de apetite e ficam irritadas.B. MENINGITES BACTERIANASAs meningites bacterianas são mais graves e devem ser tratadas imediatamente. Em pouco tempo, os sintomas aparecem:febre alta, mal-estar, vômitos, dor forte de cabeça e no pescoço, dificuldade para encostar o queixo no peito e, às vezes, manchas vermelhas espalhadas pelo corpo.C. MENINGITE FÚNGICAOs sinais são basicamente os mesmos das demais: febre alta, dor de cabeça intensa, rigidez no pescoço/nuca, náusea, vômito, confusão mental e sensibilidade à luz.DIAGNÓSTICOTodos os tipos de meningite são de comunicação compulsória para as autoridades sanitárias. O diagnóstico baseia-se na avaliação clínica do paciente e no exame do líquor, líquido que envolve o sistema nervoso, para identificar o tipo do agente infeccioso envolvido.TRATAMENTOO tratamento das meningites bacterianas tem de ser introduzido sem perda de tempo, porque a doença pode ser letal ou deixar sequelas, como surdez, dificuldade de aprendizagem, comprometimento cerebral. Assim como para as outras enfermidades causadas por vírus, não existe tratamento específico para as meningites virais.Na vidência de algum dos sinais ou sintomas informados procure um serviço médico.
 

Dia Mundial à Tuberculose

A tuberculose, transmitida pelo Mycobacterium tuberculosis, o bacilo de Koch, é provavelmente a doença infecto-contagiosa que mais mortes ocasiona no Brasil. Estima-se, ainda, que mais ou menos 30% DA POPULAÇÃO MUNDIAL estejam infectados, embora nem todos venham a desenvolver a doença. O bacilo de Koch é transmitido nas gotículas eliminadas pela respiração, por espirros e pela tosse.Sintomas• Tosse por mais de duas semanas• Produção de catarro• Febre• Transpiração• Cansaço• Dor no peito• Falta de apetiteCASOS AVANÇADOS:• Emagrecimento• Escarro com sangue.TRATAMENTO:• O tratamento é feito com três medicamentos diferentes.• O bacilo da tuberculose cresce fora e dentro da célula de defesa.• Quando está fora, não só se multiplica muito rápido como adquire resistência também muito depressa.• Para impedir seu crescimento e divisão fora da célula se fazem necessárias as três drogas e o tempo mais prolongado de tratamento.• É fundamental seguir à risca o tratamento.RECOMENDAÇÕES• Portadores do vírus HIV e de doenças como diabetes, por exemplo, podem desenvolver formas graves de tuberculose. Por isso, devem manter-se sob constante observação médica;• Familiares e pessoas próximas aos infectados devem manter certos cuidados básicos como forma de afastar o risco de contágio durante a fase inicial da doença;• Não suspenda o uso da medicação antes do prazo previsto.• Leve seu filho para tomar a vacina BCG contra a tuberculose. Se não foi vacinado, aos cinco anos, deve fazer o teste de Mantoux, ou PPD. Caso não apresente reação, deve ser vacinado em qualquer faixa de idade.O TRATAMENTO A TUBERCULOSE É GRATUITO NA REDE PÚBLICA E DEVE SER INICIADO IMEDIATAMENTE.
 

Informativo da Saúde • Direção Perigosa

Os principais motivos de ACIDENTESO Ministério das Cidades informou que dados da Polícia Rodoviária Federal apontam que o Carnaval é o feriado com o maior número de mortes nas rodovias federais. Os principais motivos de acidentes, são:• FALTA DE ATENÇÃO• CONSUMO DE ÁLCOOL• IMPRUDÊNCIA DOS MOTORISTAS• VELOCIDADE ALTA• CANSAÇODurante o carnaval pode ser observado os efeitos nocivos do álcool quando ingerido de forma abusiva ou inadequada. Dependendo das condições da pessoa, da dose e da frequência com que o álcool é usado, pode trazer desde pequenos desconfortos no dia seguinte - ressaca, até situações clínicas graves, além das várias possibilidades de acidentes.EFEITOS DO ÁLCOOL NO ORGANISMO• Diminuição da coordenação motora• Visão distorcida (fora e foco)• Raciocínio lento• Baixa qualidade de julgamentoDICAS• Ao sair com amigos, escolha um para ser o “motorista da vez”, aquele que ficará sem beber para poder dirigir• Não dirija e use o celular• Se você pretende beber, vá de táxi• Se for de carro e resolver beber, volte de carona